segunda-feira, 24 de julho de 2017

Tenho em mim...





Tenho em mim todos as lágrimas que não chorei. Todos os gritos que calei. Todas as dores que escondi. Todos os “estou bem” que blefei. Tenho em mim todos os sonhos que abandonei. Todas as vezes que não tentei. E as vezes também que tentei, e tentei, até que tentar não era mais uma opção.  Tenho em mim todos que se foram. Os que queria que ficassem. Os que pensei que não iriam. Até os que queria que fossem. Tenho em mim angústia. Raiva. Quanta raiva! Uma vontade de gritar para o mundo um imensurado foda-se. De brigar com o universo e as galáxias. Invadir uma outra dimensão e lá ficar para sempre. Tenho também bastante decepções. E a ilusão de que um dia ficaria mais fácil. Várias cicatrizes na alma. Aquelas que ninguém enxerga, por mais que se tente tanto mostrar. Melancolia. Carência. Dor. Tristeza. Tenho em mim várias reticências. Vários pontos finais que apesar de finalizar algo, continuam buscando um novo começo. Ah, ainda tenho em mim a doce ilusão. A borboleta sem asas que ainda tenta voar, mesmo que seja para se machucar mais uma vez.

Texto autoral
Felipe Mateus

0 comentários:

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores