sábado, 30 de novembro de 2013

Resenha: Quem é você, Alasca? - John Green

Título: Quem é você, Alasca?
Autor: John Green
Editora: WMF Martins Fontes
Classificação: *****

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o "Grande Talvez". Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e o catapultará em direção ao "Grande Talvez". Quem é você, Alasca? narra de forma brilhante o impacto indelével que uma vida pode ter sobre outra. 


Quando eu pensava que John Green não tinha mais como se superar depois do maravilhoso A culpa é das estrelas, lí esse segundo livro do autor (na verdade o primeiro escrito por ele) e  me apaixonei loucamente, tanto que, agora não sei decidir qual dois dois é meu favorito. O livro é tão bom, que devorei ele em um único dia e nem ví o tempo passar. Perfeito. Um livro dramático e extremamente tocante,  mas também com cenas muito engraçadas e cômicas, que me fez rir pra caramba. Essa é a fórmula tão consagrada do mestre John Green: rir, emocionar, e ensinar. Ele faz isso como ninguém. 

A história começa quando Miles (ou Gordo), vai estudar em um colégio interno, inspirado nas últimas palavras de um autor que ele é fã: "saio em busca de um grande talvez", e é isso que o Miles quer encontrar no colégio novo, seu grande talvez, histórias novas para viver, amigos para se divertir e talvez um grande amor, ou seja, ele quer uma vida melhor que a sua vidinha. Miles tem um hobbie, que é colecionar as últimas palavras de autores mortos (estranho, mas muito legal). Ele é um garoto tímido e solitário, que cansou de viver assim. Eu me identifiquei bastante com o personagem, e como o livro é narrado por ele e em primeira pessoa, não poderia ter sido melhor. A história pode parece ser bem chichê e comum, eu também pensei isso no começo, mas não julgue o livro pela sinopse, a forma como a história é contada e o desenrolar dela é o que torna o livro tão diferente e superior à outros do gênero. Miles divide o quarto com Coronel e eles logo se tornam amigos. Coronel é um personagem super divertido e cativante, assim como o Miles, e eles juntos, é claro, que gera muitas cenas engraçadas. Coronel apresenta Alasca à ele, uma garota de personalidade forte e misteriosa, a maioria dos garotos morrem de amores por ela, e como não poderia ser diferente, Miles logo fica caído por ela também. A relação dos dois é muito linda, por mais que não seja um relacionamento definido, ambos tem uma química inegável. Juntos eles passam por várias loucuras e aventuras, e fazem vários questionamentos sobre a vida e as últimas palavras de um autor famoso: "Como sairei desse labirinto?", ah, esse labirinto me fez chorar muito. Só quem já leu vai entender. Alasca é cheia de enigmas e problemas, gerando vários quebra-cabeças que o leitor vai resolvendo aos poucos, refletindo sobre quem nós somos, e os erros que muitas vezes cometemos sem perceber. 

Mas não espere ler um conto de fadas, o livro mostra como a vida é, muito cruel as vezes e nem sempre justa, nos fazendo pensar além do que vemos e enxergar as coisas por outra visão. Um dos melhores livros do ano, ele me tocou de uma forma tão pura e tão real, de um jeito que A culpa é das estrelas não conseguiu, e causou muito mais efeito em mim. Se você ainda não leu o livro, o que está esperando? Corre e vai ler, é uma leitura obrigatória. Recomendo demaaaais, para todo mundo. Corram. O que vocês estão esperando?

Capas:



O livro tem várias capas diferentes pelo mundo, dentre elas, acho essas as mais bonitas. No Brasil, ele tem duas capas diferentes, a do topo do post e essa ao lado, mas a que eu tenho e a minha favorita é a primeira, ao contrário da maioria das pessoas, que prefere a nova capa.

Quotes favoritos:

O livro tem muitos quotes perfeitos, porém ao analisar eu percebi que, a maioria deles contém um pouco de spoilers e, vai entregar um pouco para quem ainda não leu. Por isso, vou postar apenas alguns dos meus quotes favoritos que não contém spoiler, e vou resumir outros. 

"(1) Eu não sabia do que se tratava, (2) não queria saber e (3) conversa fiada nunca foi meu forte."

"Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em quanto será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente."

“Só queria dormir com ela, no sentido mais inocente da palavra."

"Minha pergunta é: por que as pessoas boas se dão mal na vida?'

"Mas que diabos significa “instantâneo”? Nada é instantâneo. Arroz instantâneo leva cinco minutos, pudim instantâneo uma hora. Duvido que um instante de dor intensa pareça instantâneo.

“Se pararmos de desejar que as coisas perdurem, não iremos sofrer quando elas desmoronarem.”

"(...) Pois sim, vou esquecê-la. Aquilo que é construído desmorona imperciptavelmente devagar. Vou esquecê-la, mas sei que ela perdoará meu esquecimento(...)"

"Antes de vir para cá, pensei por  um bom tempo que para sair do labirinto fosse necessário fingir que ele não existia, construir um mundo pequeno, porém autossuficiente num rincão longínquo desse desse infinito labirinto e fingir que eu não estava perdido, mas em casa. Só que isso tinha me conduzido a uma vida solitária, tendo por companhia  as últimas palavrar do já mortos. Então vim para cá em busca de um grande talvez, de amigos verdadeiros e de uma vida melhor que a minha vidinha. Mas eu estraguei tudo(...)"


"Somos capazes de sobreviver a coisas terríveis, pois somos tão indestrutíveis quanto pensamos ser.(...) Não devemos perder a esperança, pois jamais seremos irremediavelmente feridos.(...) Os adultos se esquecem disso quando envelhecem. Ficam com medo de perder e fracassar. Mas essa parte que é maior que a soma das partes não tem começo e não tem fim e, portanto não pode faltar."

12 comentários:

  1. Adorei sua resenha.
    É a primeira vez que não vejo em um post relacionado a esse livro, aquele quote onde Miles diz que se as pessoas fossem chuva, ele era a garoa e ela era o furacão.
    E adorei ver as outras ótimas frases que te chamaram atenção.
    Esse livro é realmente muito legal. Eu adorei!

    Beijoo
    Blog Sem Spoiler

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse quote é o mas comum mesmo, mas eu não gosto tanto assim, o livro tem vários quotes melhores e que não são muito conhecidos.
      O livro é perfeito Luciana, beijo

      Excluir
  2. também li em apenas um dia, é incrível como um livro que se trata de um assunto tão simples e tão unicamente humano nos trás tantas lições, é em histórias assim que muitas vezes achamos as respostas para as perguntas mais difíceis das nossas vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie, cara é justamente isso que eu penso. Esse livro é perfeito e me tocou profundamente, sem dúvidas um dos meus livros favoritos. Fico feliz que você tenha gostado também.
      Abraços.

      Excluir
  3. Gostei da resenha,só to esperando o livro chegar pra começar a ler,com essa resenha eu fiquei com mais vontade ainda de ler. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Ok, estou definitivamente stalkeando seu blog. Ele é uma graça, a propósito. Adorei aqui.
    Eu me apaixonei por Quem é você, Alasca? na primeira metade. Até o grande acontecimento do livro, tudo estava perfeito. Ele, em si, também não me desapontou. Acredito que foi a reação dos personagens depois que me incomodou um pouco - principalmente da parte do Gordo. Não sei, acho que eu esperava um pouco mais das últimas 50 páginas, por isso o livro não funcionou tão bem assim para mim. Meu favorito do autor continuou sendo "A Culpa é das Estrelas".

    Livro de Unicórnios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, estou adorando as stalkeadas HSUDHUSDH
      Então, eu tambem me irritei em algumas partes perto do final, na procura pela Alasca. Porém, as duas ultimas paginas do livro compensam essas 50 chatinhas.
      Ainda não sei definir qual meu favorito, fica meio a meio rs.
      Beijo <3

      Excluir
  5. Me pergunto até hoje o motivo de eu não ter ainda esse livro na minha estante! Todo mundo fala que ele é perfeito, que é ótimo e blá blá blá... E eu ainda não li! Sua resenha está ótima!!!

    Abraço.

    http://espacobooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Acabei de ler este livro nesta semana, concordo com seu post, muito bom. É o primeiro romance de Jonh Green que leio. Simplesmente inspirador.

    Cada um tem suas crenças e seu próprio labirinto, mas depois de ler essa história, fiquei pensando, o grande talvez é um labirinto sem fim e buscar as últimas palavras é descobrir na saída dos outros sua alternativa.

    Muito bom! assim que eu tiver um tempo também escrevo no meu blog sobre esse livro.

    http://d-gaspar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Lendo esse livro! Cara, adorei a culpa é das estrelas é o meu preferido!!! Quero conhecer ainda mais os livros desse autor genial!

    ResponderExcluir
  8. Livro Excelente!
    E essa Resenha caba... Boa demais! Li várias outras, mas essa foi a melhor..
    Parabéns! Continua o bom trabalho!

    ResponderExcluir
  9. Adorei sua resenha, os pontos que você coloca *-* Parabéns!
    Quanto ao livro, não posso dizer o mesmo pois não foi um dos melhores que eu li.
    Beijos,
    Lia
    livrosdalia.blogspot.com

    ResponderExcluir

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores

Link me