quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Resenha: Especiais - Scott Westerfeld

Título: Especiais
Série: Feios #3
Autor: Scott Westerfeld
Editora: Galera Record
Circunstâncias especiais. As palavras dão arrepios a Tally desde seus dias como uma repugnante e revoltada Feia. Naquela época, especiais eram um boato sinistro - assustadoramente bonitos, perigosamente fortes, chocantemente rápidos. Perfeitos comuns podem viver uma vida inteira sem conhecer um especial. Mas Tally nunca foi comum. E agora ela se tornou um deles: uma super máquina de combate, construída para manter os feios humilhados e os perfeitos idiotas. A força, a velocidade, e a clareza e foco de seus pensamentos é a melhor coisa que Tally consegue lembrar. Na maior parte do tempo. Uma pequena parte do seu coração ainda se lembra de algo mais. Mesmo assim, é fácil ignorar isso - até Tally oferecer-se a acabar permanentemente com os rebeldes de New Smoke. Tudo se resume a uma escolha: escutar seu coração ou realizar a missão para que foi programada. De qualquer jeito, o mundo de Tally nunca mais será o mesmo.

Então chegou ao fim uma das minhas séries favoritas e eu já estou sentindo o vazio deixado por ela. Só agora percebi o quão fantástica é essa triologia (sim, para mim Extras não existe) e o quanto eu gostei dela. Não que os outros livros não sejam tão bons quanto esse, muito pelo contrário, acontece que esse, assim como o título, foi muito Especial para mim, pois encerrou a história de uma forma sensacional, me deixando nostálgico e com um gostinho de quero mais. Tecnicamente a série ainda não chegou ao fim, pois ela tem um quarto livro chamado "Extras" que eu inclusive já tenho em minha estante, mas não vou ler tão cedo. Acontece que Extras não é exatamente uma continuação, pois a história será pela visão de novos personagens, anos após o fim de Especiais e abordando um tema diferente (que por sinal não me agradou).

O livro, assim como no anterior, começa nos apresentando uma nova Tally, recém-operada e com uma nova mente. Agora Tally é Especial e pertence ao grupo de Cortadores, estando mais forte e voraz do que nunca, mais que isso, ela é uma verdadeira arma de destruição. O mais legal de se observar são as diferentes formas que uma mesma pessoa pode agir e pensar, motivada por motivos externos que, nesse caso é a cirurgia no cérebro. Nossa querida (ou não) personagem principal não é mais a mesma de antes, por mais que tenha sido manipulada, temos uma notável evolução de seu tempo de feia até agora. Parece que as coisas nunca dão certo para Tally e está muito difícil encontrar sua verdadeira identidade, longe das manipulações e mentiras. Ela agora acredita ser parte de um objetivo maior: destruir a Nova Fumaça e levar ordem à cidade. Sua mente está clara como a de um Especial, livre de emoções descontroladas de Feios e pensamentos avoados de perfeitos.

Antes de mais nada, devo dizer que essa resenha será um pouco vaga, pois não quero me aprofundar muito na história do mesmo, visto que, como esse é o último livro (ignorando Extras novamente), o mais legal dele é justamente as surpresas e revira-voltas. É aqui que tudo que desejamos em Feios e Perfeitos acontece.  O desfecho do triângulo amoroso e a tão aguardada revolução. Porém, se você espera ver um grande romance como nos outros livros, esqueça, quase não tem romance aqui, apesar de termos a "resolução" de com quem Tally ficará (quem já leu entenderá o motivo das aspas). Esse livro é tudo, menos chato. Sempre está acontecendo alguma coisa importante e você não consegue parar de ler até saber como aquilo vai acabar. Um forte clima de tensão e instabilidade está no ar, os sentimentos estão a flor da pele e devo dizer que fiquei muito aflito durante toda a história. Eu sofri muito com esse livro, e isso foi o que me fez gostar tanto dele. Scott Westerfeld não teve pena de ninguém, ele foi muito duro e jogou uma bomba no livro que eu fiquei sem acreditar, principalmente pela maneira como isso aconteceu, de uma forma tão fria e cruel. Sim, eu sofri mais que os personagens envolvidos.

Muitas pessoas acham esse o pior livro da distopia, mas minha opinião é justamente o contrário. Scott Westerfeld foi impecável como sempre, sua narrativa é muito bem elaborada e envolvente e as críticas que ele faz não tem como descrever, esse cara é um gênio, não canso de repetir. Esse é um livro que te faz pensar, analisar as coisas da sociedade em que vivemos e acima de tudo em nosso interior. Além de intensificar as críticas já presentes nos outros livros, como preconceito, guerra, alienação, influências e manipulação social, esse passou também uma forte crítica ambiental e deixou uma mensagem muito legal. O final do livro foi incrível, eu não esperava que as coisas iriam terminar desse jeito e não consegui deixar de me emocionar ao fechar o livro e dá adeus aos meus queridos personagens (tirando Shay, é claro) para sempre. 

Veja a resenha dos outros livros da série:
Feios #1

Classificação:

E vocês já leram algum livro da série Feios? O que acharam? Estão curiosos para ler?
Não deixem de comentar abaixo! Um forte abraço.

9 comentários:

  1. Oiie!
    Não li essa série ainda, mas muita gente fala bem... Vou esperar uma oportunidade.
    Gostei do blog.. Não conhecia mas já estou seguindo e vou acompanha-lo.

    Beijos,
    Marcela.
    ocantinholiterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Marcela, fico feliz que tenha gostado. Seja muito bem vinda ao blog.
      Eu sou suspeito para falar, pois gosto demais dessa série, é uma das minhas favoritas. Recomendo demais!!

      Excluir
  2. Oi! Nunca vi alguém que tenha gostado tanto dessa trilogia, por isso nunca me interessei muito. Mas agora, lendo sua resenha, fiquei morrendo de vontade *---*
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leticia, eu realmente gosto muito dessa série. Recomendo MUITO mesmo, você vai gostar!

      Excluir
  3. Nossa... Adorei a resenha. Concordo com você. O melhor livro da série. E foi uma série que eu demorei anos pra terminar (ainda não terminei, falta Extras). Mas nem sei porque, já que é muito boa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é o melhor da série para mim.Eu li a série toda em duas semamas, não conseguia parar. HUEHUH

      Excluir
  4. Esse também foi o meu livro favorito da série. Só que eu nunca consegui imaginar o rosto da Tally direito. Sempre que eu lia sobre o sorriso perfeito e cruel dela eu imaginava ela com aquele sorrisão tipo o Gato de Cheshire rs.

    ResponderExcluir
  5. Olá Felipe!
    Eu comecei a ler feios em epub, mas acabei abandonando pois queria comprar o livro físico, mas gostei muito do começo, espero voltar a ler em breve.
    Amei a resenha e fiquei com mais vontade de ler ainda!

    Beijinhos,
    Carol - www.livreando.com.br

    ResponderExcluir
  6. "sim, para mim Extras não existe"
    Eu não poderia concordar mais. Renego Extras da minha vida fortemente. KKKK
    Sério que Feios é uma das suas séries favoritas, também? Me abraça ♥
    Sim, entendi as aspas. As aspas me destruíram. As aspas acabaram com minha vida. Odeio as aspas. Mesmo depois de tanto tempo, ainda não estou preparada psicologicamente pra resenhar esse livro por causa das aspas.
    E realmente, em Especiais não tem nem como ficar entendiado. É muita coisa acontecendo o tempo todo. Mas meu livro favorito é Perfeitos ♥

    http://livrodeunicornios.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores