sábado, 15 de fevereiro de 2014

Resenha: Jogos Vorazes - Suzanne Collins

Título: Jogos Vorazes
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Sabe aquele livro que todo mundo já leu, menos você? Aquele livro que você sabe que vai gostar antes mesmo de lê-lo? Então, esse é o caso. Esse mês eu finalmente me rendi ao Jogos Vorazes. Eu já tinha assistido o filme faz um bom tempo, porém, mesmo ele sendo até bastante fiel ao livro, foi uma experiência completamente diferente. O filme deixou muita coisa vaga, nós temos no livro mais explicações e detalhes, além de que os personagens são muito melhor explorados.

O livro nos apresenta um mundo pós-apocalíptico, onde a sociedade da América do Norte se encontra dividida em 12 distritos. A população é controlada pela capital, que mantém uma ditadura de repressões e censuras. Tudo começou com uma revolução, onde a população lutou contra o governo, porém as coisas não saíram como todos esperavam e eles acabaram mais prejudicados que nunca. Isso por quê a capital criou o Jogos Vorazes, uma forma de manter a população sob controle, alienando-as e mostrando quem está no poder. O Jogos Vorazes é um reality show onde 24 adolescentes são colocados em uma arena para lutarem até a morte, restando apenas um vencedor, que voltará para casa rico e famoso. É uma realidade desumana e sangrenta, onde a capital fez com que fosse considerada normal, comandado a população à custa de seu medo e falta de liberdade.

A história é contada por  Katniss Everdeen, residente em um dos distritos mais pobres, que é o Distrito 12. Ela é uma personagem forte e completamente apaixonante, aquela pessoa que se vira nos 30 e faz dos faz dos espinhos trampolins para manter a rédea e sustentar sua mãe e sua irmã mais nova, caçando ilegalmente na floresta com seu amigo Gales. A personagem é muito mais complexa do que aparenta, percebemos ao longo da narrativa os fantasmas com os quais ela lida, como a morte do pai, a ausência da mãe, a falta de companhia, as necessidades que passou e passa no distrito, como quase morrer de fome. No entanto, o que me conquistou foi que mesmo passando por tantos problemas, ela nunca abaixa a cabeça e está sempre forte, por mais que isso a quebre por dentro. Não sei explicar o quanto eu gostei da Katniss, ela é sem dúvida uma das minhas personagens favoritas.

No dia do sorteio dos tributos (os participantes do Jogo Vorazes), sua irmã, Prim, é sorteada e Katniss, como é de se esperar, se oferece para substituí-la. Junto com ela, Peeta também é escolhido, e os dois jovens do distrito 12 são mandados para a capital para serem treinados antes do espetáculo mortal começar. O tutor de ambos, Haymitch, logo ensina um truque básico de sobrevivência: aparência. Tudo não passa de uma questão de agradar ao público, para ganhar patrocinadores e ter mais chances de continuar vivo na arena. Através de Cina,  Katniss logo fica conhecida como a "garota em chamas" e uma imagem de casal apaixonado, formado por ela e Peeta, é transmitida ao público. A partir daí, resta aos dois aproveitar essa imagem e manipulá-la ao seu favor para sobreviver, agradando o público e a capital. Porém, uma confusão é formada na cabeça de Katniss a cerca do que é real e o que é encenação. 

É uma história diferente de todas as outras, com uma narrativa que te prende todo o momento e você não consegue largar o livro até saber como irá terminar. Os personagens são muito bem construídos, em especial a protagonista, pois você entra realmente na cabeça dela, sentindo tudo que a mesma. O livro é cheio de reviravoltas e surpresas, pois a arena é tudo, menos parada. A história não é um romance água com açúcar, é muito bem dosado em relação a isso, tem partes que emocionam, que te tiram o fôlego, que te deixa revoltado por tal situação. É simplesmente incrível. Não é um livro sobre pessoas se matando, é um livro sobre o comportamento humano, sobre nossos valores e até onde estamos capazes de ir para alcançar nossos objetivos, o que podemos fazer sob uma pressão maior e manipulação, é também um livro com questionamentos sobre a sociedade e a política. É uma história que te conquista e te deixa com gostinho de quero mais. Que venha logo Em Chamas!


Quotes:
"Não é da minha natureza cair sem lutar, mesmo quando as coisas parecem insuperáveis."
"Pessoas gentis conseguem se instalar dentro de mim e criar raízes."
"Então, aprendi a controlar a língua e a mascarar minhas feições de modo que ninguém pudesse jamais ler meus pensamentos."
"Não sou sempre antipática. Tudo bem, não saio por aí amando todo mundo que encontro pelo caminho, meus sorrisos não aparecem com facilidade, mas me importo com as pessoas."

10 comentários:

  1. Adorei a resenha, já li o livro e amo demais. Principalmente este discuso que a autora leva para nós jovem sobre ' a capital', que somos ela e devemos mudar.

    Abraços,
    http://muchachoonline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Felipe.
    Eu já não tenho vida social, mas essa trilogia tirou todo o resto dela! HAHAHA
    Sério, livros perfeitos e viciantes. Recomendo você só ler o primeiro quando já tiver todos, mas já sei que você comprou os todos pois vi ali no post! Pois caia com tudo na leitura, li cada um em um dia, MUITO perfeito.
    Beijos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. O que realmente me fez amar THG foi, a primeira vista, uma protagonista que não espera pelo carinha gatinho pra tomar uma decisão. Não, isso não se trata de romance e sim de sobrevivência. Em seguida, essa sociedade em que Katniss vive não está tão longe da nossa. Quer dizer, olha pro Brasil e como os políticos fazem questão de entreter o povo para mascarar os problemas e nos fazer de trouxa. No começo eu admito que detestava a Katniss e a achava fria mas, com o passar da trilogia eu vi que não é bem assim. Ela é tão manipulável quanto quanto os de mais e, por que não utilizar a sua imagem para conseguir privilégios na arena? Tudo se resume às pessoas te enxergarem e te verem como líder, como alguém e, no caso de Katniss ela e Peeta precisavam encenar para que a luta pela vida fosse realizada.

    http://spencer-pretty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Felipe, amei a sua resenha.
    Já li o livro e a meses tento terminar Esperança. Gosto da história e realmente os questionamentos reflexivos sobre o comportamento humano, foi o que mais gostei do livro, mas, a trilogia não entrou na minha lista de preferência. :)

    Bjim!!!

    Tammy
    Livreando

    ResponderExcluir
  5. Pela sua resenha, parece ser um livro muito bom. Já ouvi falar (e muito) dessa trilogia, mas AINDA não li......

    Gostei bastante de seu blog, pois estou em um relacionamento sacramentado com os livros...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Adorei ia resenha. Amei a trilogia!!! Fiquei viciada mesmo jkkkkk e até achei o filme (o primeiro ) bom. Claro q falta muita coisa mas e comum das adaptações

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Que bom que se rendeu aos Jogos Vorazes Felipe! Amo a trilogia, é simplesmente perfeita. E sua resenha maravilhosa.
    Beijos,
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Ahhh fico feliz que tenha gostado Felipe! Eu não imaginava que iria gostar tanto dessa trilogia quando comprei o box, e olha eu devorei os 3 livros um seguido do outro. E adorei sua resenha, muito bem feita :)

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi adorei.. muito obrigado, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    ResponderExcluir
  10. Eu amei.
    Já li todos os livros da saga, e acho o livro "Em Chamas" o melhor .
    Este livro é muito surpreendente . Adorei o seu blog, espero que você possa ter muito sucesso com ele .
    Eu e minha amiga temos um blog sobre Jogos Vorazes, lá tem muitas novidades sobre a saga e muito mais. Queria que vocês seguissem ele para dar um "Empurrãozinho" nele pois ele está começando agora, por favor :

    viciadosemthgblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores